Nutrição balanceada dos Psitacídeos


Psitacídeos são conhecidos como aves tropicais com coloração brilhante, bico curvo e forte com pernas curtas. É nesta família que encontramos as Araras, Papagaios, Catatuas, Aratingas, Forpus, Agapornis, Calopsitas, Periquitos Australianos, Roselas entre outros. Caracterizada como espécies de aves inteligentes, capazes de imitarem sons, incluindo assobios e emitirem algumas palavras humanas. Facilmente são criadas na mão quando se tornam mansas. Com isso, a procura por esta espécie para animais de companhia tem crescido bastante.  

Em seu habitat natural, os Psitacídeos têm como base em sua dieta alimentar frutas diversas, legumes, flores, brotos de plantas, insetos, larvas, e sementes.

A ingestão de pólen e néctar tem um significado importante na alimentação de algumas espécies como o Lóris que consome néctar. Porém, em cativeiro a falta de conhecimentos nutricionais tem levado a diversos erros no manejo nutricional, e consequentemente doenças de ordem nutricional.

Inicialmente, estas aves eram classificadas como granívoras levando a uma falsa crença de que as sementes poderiam satisfazer totalmente as exigências nutricionais dessas espécies. Ou ainda pior, na extrapolação de sementes oleosas como o girassol altamente rico em energia e gordura, acarretará na Síndrome do fígado gorduroso e obesidade que são resultado de uma dieta de alta energia e sedentarismo.

O excesso de energia é estocado no organismo da ave como tecido adiposo (gordura). Esses acúmulos de gordura podem ter consequências na longevidade, reprodução das aves, no desencadeamento de doenças como a do fígado gordo (esteatose hepática) e doenças cardiovasculares. Além do mais, as sementes são deficientes em inúmeros nutrientes necessários para a saúde do animal, dentre eles são cálcio, fósforo, sódio, manganês, zinco, ferro, vitaminas A, D e k.

Outro erro gravíssimo dos proprietários é na introdução de alimentos que fazem parte do cardápio humano, e não na dieta natural do animal, como exemplo tem o oferecimento de biscoitos, pipocas, pães e até café com leite, que no caso representa ser muito nociva a saúde das aves.

Os pássaros assim como os humanos, nem sempre irá escolher uma dieta saudável com a influência de seu dono. Uma vez o fornecido de um alimento fora do padrão de sua dieta natural, obviamente irá dar preferência pelo alimento mais palatável, que provavelmente não será saudável.


O animal com uma nutrição não balanceada irá apresentar uma baixa resposta imunitária, seguida por diversos distúrbios, doenças nutricionais, se tornando mais susceptível á infecções. Aves apresentam sintomas diferentes para mesma deficiência nutricional.


Uma das principais doenças nutricionais em psitacídeos adultos é a deficiência de vitamina A (Hipovitaminose A), devido ao fato dessas aves serem alimentadas com uma grande quantidade de sementes, as quais geralmente são pobres em vitamina A, como a semente de girassol. Infecções parasitárias como Giárdia spp, Capillaria spp e Coccídeos, diminuem a capacidade de biotransformação do Beta-caroteno ingerido em Vitamina A.


Sintomas clínicos de deficiência de Vitamina A incluem, redução de imunidade local e humoral, se tornando suscetível á infecções do trato respiratório; coriza; sinusite; problemas reprodutivos; dificuldade de descascar e engolir comida; bicamento de penas; pododermatite e gota úrica.


Deficiência de proteína, em especial o aminoácido arginina, leva a problemas de empenamento como linhas de stress; muda incompleta; penas de asas e cauda frágeis. Deficiência de lisina pode levar á problemas de pigmentação: penas azuis e verdes tornam-se amarelas ou pretas. Má nutrição é ainda uma das causas da síndrome de automutilação, quando a ave arranca suas próprias penas. (Foto 01 Dr. Pedro HACS Automutilação em Maritaca e empenamento inadequado).
 
Foto 01 Dr. Pedro HACS: Maritaca com Automutilação e empenamento inadequado.
 
Outras doenças de origem nutricional: Deficiência de iodo leva ao bócio ou hipotireoidismo; deficiência de cálcio, fósforo e vitamina D levam á alterações nos ossos longos, fraturas patológicas e bico torto.


 
Algumas doenças são causadas por deficiência de vários nutrientes. A superfície da pele, bico, penas e unhas ficam secas e descamadas, bicos e unhas compridos e encurvados, devido á incapacidade de crescimento e queratinização normal dos tecidos (Foto 02 Dr. Pedro HACS). A pele das pernas e pés se torna grossos e apresentam crostas, são sintomas de deficiência de vitamina A, proteína, biotina, niacina, ácido pantotênico, zinco e manganês.


 
 
Foto 02 Pedro HACS: Calopsita com fragilidade e crescimento exagerado do Bico.


 
 
Psitacídeos apresentam uma grande variação individual na seleção e consumo de alimentos, levando a dietas nutricionalmente heterogenias. Um erro frequente é na disposição da comida oferecida, nunca levando em conta a porção com quantidade o suficiente para alimentar a ave, havendo uma superalimentação, gerando aumento exagerado de peso. 


 
O primeiro passo para a correção da alimentação é a introdução de alimentos industrializados, onde as fórmulas são balanceadas, contendo fontes de proteína, aminoácidos, vitaminas e minerais moídos e processados, que garantem boa digestibilidade e consumo balanceado de nutrientes essenciais. Nutrientes essenciais o mais próximo o possível da natureza.

É importante resaltar que estas qualidades são encontradas nas rações peletizadas Super Premium. A saúde será garantida desde os pais até os filhotes, que ao nascerem já adquirem eficiência na produção de anticorpos pelos filhotes, menor incidência de doenças, como deficiências nutricionais (peito seco), diminuição de gastos com antibióticos e outros medicamentos além de outros benefícios.


Atualmente no mercado estão disponíveis diversos produtos com mistura de sementes e frutas, farinhadas, papinhas, rações extruzadas, bastões de cereais e sementes e larvas desidratadas.


Optar pela compra de alimentos industrializados garantirá uma maior segurança com relação às contaminações, onde compras feitas em feiras, casas agropecuárias e atacadistas, o alimento é condicionado em ambientes expostos a fungos, bactérias, contatos com outros animais como ratos e baratas que trará riscos de contaminações para as aves que infelizmente poderá ser fatal. Aflatoxinas são substancias venenosas produzidas por fungos, em especial o Aspergyllus sp. Em que, não tem cheiro, nem gosto e nem cor, e pior, não pode ser destruído pelo calor. Essas aflatoxinas provocam uma lesão crônica no fígado das aves, que vão apresentar sintomas de acordo com a quantidade que ingerirem.

Os sintomas são variados, desde um crescimento de bico e unhas anormal, até um emagrecimento com diarreia, vômito e fraqueza. O tratamento, em casos agudos de intoxicação por essa toxina, deve ser emergencial. Nos casos crônicos, podem-se reverter os sintomas com tratamento injetável e podem-se retardar os efeitos hepáticos trocando-se as sementes por ração extrusada própria da espécie.


 
Proprietários com muita frequência questionam o porquê a sua ave está vivendo tanto tempo se há anos comem destas sementes, a resposta é simples, estas espécies tem uma biologia resistente por serem na natureza presas, com isso não vão apresentar sintomas até que o fígado esteja em média 80% comprometido.


Lembrando que ainda é preciso um controle na quantidade de alimento fornecido, mesmo que seja ração industrializada, pois em excesso e sem atividade física também irá acarretar no aumento de peso.
Complementação de suplementação vitamínica administrada nos bebedouros por toda a vida, nunca em forma de pó, pelo qual irá prejudicar a via respiratória. E suplementação mineral com a disposição osso de siba, carbonato de cálcio ou concha de ostra nas gaiolas.


São diversos erros que proprietários cometem com seus animais devido à falta de informação ou por cultura, que consequentemente gera um desequilíbrio na dieta no oferecimento de alimentos palatáveis sem priorizar o mais saudável com atendimento nutricional essencial. Lembrando que em caso de dúvida em qual alimento fornecer para o animal, é recomendável consultar um médico veterinário especialista em aves silvestres e exóticas.
 
 
M. V. Dr. Pedro Henrique Arosteguy de Carvalho e Siqueira CRMV – DF 1475
 
Medicina de Animais Silvestres e Exóticos
 
Site: .pointanimaldf.com.br
 
Email: pedrohacs@hotmail.com
 
            Co-autora: Keila Rita de Almeida
            Estagiária - Point Animal
            Graduanda em Medicina Veterinária
           
Serviços:
Consultório Médico Veterinário
Point Animal 
 
Novo Endereço: SCLRN 716 Bloco C, Loja 13 – Brasília, Asa Norte
(61) 3347.9305 / 3272.9204 / 9311.9786

O que dizem nossos Clientes

Eles conhecem bem a gente

Fundada em 2008, Point Animal nasceu da vontade de oferecer um atendimento clínico personalizado aos animais de estimação e Pets não convencionais (aves, répteis, roedores, lagomorfos, primatas, ferrets, peixes entre outros).

Contatos

SCLRN 716 Bloco C Loja 13 Brasília
Asa Norte - Distrito Federal
(61) 3347-9305
(61) 3272-9204
PLANTÃO 24 HORAS/Chamar pelo celular
(61) 9931-19786

Funcionamento

  • Segunda à Domingo - 08:00 às 18:00 Plantão 24 horas [Chamar pelo celular] Domingo apenas atendimento clínico

Útimas fotos